Bem-Estar

Procura por procedimentos estéticos não cirúrgicos cresce 390%

A procura por procedimentos estéticos não cirúrgicos -como preenchimento e peeling- aumentou 390% nos últimos dois anos, segundo dados do Censo da Cirurgia Plástica no Brasil, realizado pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). Em 2014, foram 271.490 procedimentos. Em 2016, este número saltou para 1.332.203 procedimentos.

Entre os tratamentos mais procurados estão preenchimento, em primeiro lugar; toxina botulínica na segunda colocação e peeling, no terceiro lugar do ranking. Procedimentos com laser aparecem em quarto lugar e suspensão com fios na quinta colocação.

O cirurgião plástico Samir Eberlin, membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que o acesso aos recursos estéticos está mais fácil e pessoas mais jovens, que não procuravam cirurgias, estão optando por procedimentos menos invasivos e preventivos. “O interesse também aumentou entre as pessoas velhas. Cada vez mais elas recorrem ao cirurgião plástico para realizar procedimentos estéticos”, explica Eberlin. De acordo com os números do censo, o percentual de pacientes na faixa dos 51 anos 64 anos, aumentou de 14,8% para 15,8%.

Para atender a esta procura, o Instituto Santé D´Ór, uma das clínicas onde o cirurgião plástico Eberlin atende, reserva durante o ano data exclusivas para a realização destes procedimentos. É o Botox Day. “É um dia especial dedicado a procedimentos como aplicação de botox e preenchimento facial. São tratamentos que renovam a pele e têm resultado rápido”, afirma.

Em 2014, os procedimentos não cirúrgicos representavam apenas 17,4% da fatia de procedimentos estéticos realizados pelos cirurgiões plásticos. Em 2016, o índice subiu para 47,5%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *